De novo Portugal, o melhor

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Dérek Bittencourt <br> Do Diário do Grande ABC

Portugal foi mais uma vez reconhecido pelos cuidados com os mínimos detalhes para receber viajantes de todas as partes do planeta. Berço de rica história e – o melhor de tudo – culturalmente preocupado em preservá-la, pelo segundo ano seguido o país foi eleito o melhor destino turístico do mundo na World Travel Awards 2018, considerada o Oscar do Turismo. A cerimônia ocorreu sábado, no Pátio da Calé, na Praça do Comércio, justamente um dos principais pontos turísticos da capital portuguesa Lisboa, que, aliás, faturou duas categorias: melhor cidade para turismo no mundo e melhor city break.

E nada disso foi por acaso. Quem já teve a oportunidade de visitar Portugal, e, mais especificamente Lisboa, sabe que o encantamento é instantâneo. Caminhar pelos altos e baixos das ruas lisboetas, adentrar em diversas construções datadas do século 13 em diante, visitar monumentos que homenageiam figuras importantes para a história mundial, degustar deliciosas comidas típicas e vinhos saborosos são só alguns dos afazeres numa visita à cidade.

Valem menções honrosas – correndo o risco de deixar muito lugar incrível de fora – à Torre de Belém, ao Monastério dos Jerónimos, ao Monumento aos Descobrimentos, ao Elevador de Santa Justa, ao Arco da Augusta, à Praça do Comércio, ao Oceanário, ao Rio Tejo, à LX Factory e aos Pastéis de Belém. Tudo isso sem sair da capital portuguesa.

Mas os lusos ainda saíram com outros 13 prêmios no sábado, comprovando que o país tem muito mais para apresentar. A encantadora Ilha da Madeira – terra natal do jogador de futebol Cristiano Ronaldo – foi vencedora como melhor destino insular. Já as belas passarelas de madeira que compõem os Passadiços de Paiva, em Arouca, ficaram com impressionantes três prêmios: atração turística de aventura mundial e europeia, além de projeto de desenvolvimento turístico da Europa.

A Parque de Sintra – Monte da Lua venceu pela sexta vez consecutiva como melhor empresa do mundo em conservação. A importante companhia é gestora de locais de parada obrigatória em Sintra e Queluz, casos do Parque e do Palácio Nacional da Pena, do Castelo dos Mouros, do Palácio Nacional de Sintra e de outras propriedades de grande valor cultural e natural.

Entre os locais para hospedagem, o Corinthia Hotel Lisboa venceu como melhor hotel urbano do mundo. O Olissippo Lapa Palace Hotel, também na capital portuguesa, foi o melhor hotel clássico. O The Vine Hotel, em Funchal, levou como melhor design, enquanto o Conrad Algarve garantiu dois troféus: melhor resort de lazer de luxo do mundo e melhor resort lifestyle da Europa.

O Turismo de Portugal foi eleito melhor organismo oficial de turismo, enquanto o portal www.visitportugal.com foi bicampeão como melhor website oficial de turismo.

AMÉRICA DO SUL

Três dos vizinhos brasileiros conquistaram prêmios no evento. Destaque para o Peru, que venceu nas categorias melhor destino culinário e melhor destino cultural. A cidade peruana Machu Picchu faturou como melhor atração turística. O Chile foi eleito melhor destino de aventura, enquanto o Equador conquistou o melhor destino verde. Apesar de integrar entre os concorrentes a vários prêmios, o Brasil não venceu nenhum.

Participam da votação 200 mil profissionais da indústria do Turismo internacional, com representantes de 160 países. O público também participou a partir de certo ponto. Criados em 1993, os World Travel Awards têm como finalidade estimular a competitividade e a qualidade do setor. 




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2018. Todos os direitos reservados