Supernanny para levar ao lar

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Karine Manchini

 

 

Tecnologia, trabalho, falta de tempo e correria são palavras e ações que estão cada vez mais presentes na rotina das famílias. Assim fica cada vez mais complicado educar os filhos. Mas para tudo se dá um jeito, é só chamar a SuperNanny. Brincadeiras à parte, Cris Poli, conhecida pelo personagem que faz sucesso no reality show do SBT, está na Educação Infantil há 40 anos e tem experiência de sobra para dar dicas aos pais desesperados.

 
A argentina de 71 anos, que já escreveu diversos livros com a temática, está empenhada em divulgar sua nova publicação: Atenção! Tem Gente Influenciando Seus Filhos (editora Mundo Cristão, 128 págs., R$ 19,90 ­– e-book – e R$ 29,90 – impresso –, em média). Na obra, o enfoque principal é o quão prejudicial pode ser a criança ficar muito tempo longe dos pais. “Já tinha em mente lançar algo que pudesse chamar a atenção, por isso dei este título. As crianças estão se isolando, ficando muito tempo nos aparelhos eletrônicos, videogame e televisão. Os pais não percebem o perigo disso, eles deixam os filhos usarem com o intuito que não perturbem”, conta Poli ao Diário.
 
Se engana quem pensa que só a tecnologia atrapalha na disciplina das crianças. A influência pode vir de qualquer lugar, até mesmo da família. No livro, Cris deixa isso claro em cada capítulo e mostra diferentes situações. “Um exemplo: os pais vão trabalhar e deixam os filhos na casa dos avós ou tias. Eles passam mais tempo lá do que em suas casas e, assim, vão aprender coisas diferentes do que foi ensinado pelos pais, gerando um conflito de educação e valores”, afirma.
 
NA TV
No reality Supernanny, a orientadora trabalhou com mais de 150 famílias. “Me chamou a atenção ver que os pais estão muito ocupados. Em uma família, dois irmãos de 11 e 12 anos passavam o dia todo brincando de videogame e reparei que os jogos não eram para a idade deles por serem muito violentos e os pais compraram, simplesmente, porque os garotos pediram. Em outro caso, um menino de 11 anos não largava o computador. Descobri que ele baixava vídeos e músicas pornográficas e os pais estavam ocupados demais para perceber”, relembra. Cris Poli diz que está com saudades do reality – o programa está sendo reprisado aos sábados, às 18h50, no SBT – e se coloca disponível para novas temporadas. “As famílias estão pedindo novos episódios, mas ainda não há previsão. Vamos aguardar a emissora”, finaliza.



Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados