‘Os Dias Eram Assim’ estreia hoje na Rede Globo e lembra ditadura

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Miriam Gimenes

 O dia da fim da Copa de 1970 foi feliz para maioria dos brasileiros. Com a taça em punho, a seleção canarinho consagrou-se tricampeã mundial. No entanto, haviam aqueles que não tinham o que comemorar, por sofrerem com a ditadura, que estava no seu auge. É sobre este clima que falará a série Os Dias Eram Assim, que estreia hoje, após A Força do Querer, na Rede Globo. Ela foi escrita por Angela Chaves e Alessandra Poggi.

É neste período turbulento que o médico Renato (Renato Góes) e Alice (Sophie Charlotte) se conhecem e iniciam uma história de amor que vai atravessar quase duas décadas e cruzar com eventos históricos importantes do País. Renato é o primogênito de uma família de classe média de Copacabana e tem dois irmãos, os estudantes Gustavo (Gabriel Leone) e a Maria (Carla Salle). Cada um a seu modo, estão engajados na luta pela liberdade.

No universo de Alice (Sophie Charlotte), a luta travada é contra o pensamento conservador da família. Questionadora, a estudante sempre bateu de frente com os pais. É o amor por Renato que faz Alice tomar coragem de contrariar o principal projeto da vida deles: o casamento da filha com Vitor (Daniel de Oliveira), com quem a moça namora há anos. O vilão é braço-direito do sogro na construtora e filho da oportunista Cora (Susana Vieira).




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados