Diversão com atenção

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vinícius Castelli

É hora de aproveitar o Carnaval, mas certos cuidados quando for curtir  os bloquinhos de rua podem evitar problemas de saúde

 

É fato que os blocos de rua tomaram conta da Capital paulista de alguns anos para cá. E neles a Folia segue por horas a fio. Pula daqui, pula dali e o dia passa que as pessoas nem percebem. Mas até mesmo na hora da diversão é preciso ter cuidado. Além da hidratação, com muita água, os foliões precisam se atentar para outro fator, com dores nas pernas e pés.

Pular e dançar por muito tempo podem causar inchaço nos pés, tornozelos e joelhos, pelo fato de o sangue não circular da forma correta pelo corpo nessas ocasiões. Além disso, passar muito tempo em pé pode ocasionar dores e até o desenvolvimento de metatarsalgia – dor na parte frontal dos pés pelos ossos metatarsais e fascite plantar –, inflamação que afeta a região do calcanhar.

Segundo o ortopedista e mestre em fisioterapia esportiva pela Universidade de Queensland (Austrália) Mateus Martinez, em apenas um dia pode-se desenvolver estes dois problemas, caso a pessoa exceda os limites do seu corpo e não tome cuidados necessários. O profissional explica que é preciso fazer pausas para descanso. “Momentos de sentar e descansar são preciosos para não se sobrecarregar. As pessoas também devem optar por roupas confortáveis e calçados que possuam uma boa entressola”, explica.

Ele diz ainda que as mulheres são o público mais afetado pelas lesões, por conta do uso de salto alto, o que pode causar quedas e entorses. O recomendado, segundo o especialista, é colocar tênis. Mas caso a escolha seja pelo salto, ele explica que o melhor modelo é sem bico fino.

SEGURANÇA

Além dos cuidados com a saúde no Carnaval, quem vai para a rua, principalmente para curtir os blocos, deve se atentar para a segurança. Só no ano passado, cerca de 9 milhões de pessoas tomaram as ruas de São Paulo para curtir as festas – em 2017 foram 3,5 milhões.

E com tanta aglomeração de pessoas, o cuidado tem de ser redobrado. Isso já começa na hora de sair de casa. O especialista em segurança Rogério Rodrigues diz que cartão de crédito só deve ser levado se for extremamente necessário, assim como grande quantidade de dinheiro. Ele alerta também para evitar abrir a carteira na frente de estranhos e jamais deixá-la no bolso de trás da calça. Joias e relógios também devem ser deixados em casa.

O especialista diz ainda que, ao sair sozinho, procure sempre ficar no centro da calçada e na direção contrária ao trânsito. Fica mais fácil perceber a aproximação de um suspeito. Portanto, aproveite o Carnaval, mas com sabedoria.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2019. Todos os direitos reservados