Beterraba, a aliada do treino

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Alessandra Nunes

Começa o ano e todo mundo na empolgação da academia. Este ano vai! Se você não desistir dos treinos até o Carnaval, o mundo acreditará em você.

Brincadeiras à parte, quando começamos uma rotina de treino são comuns as queixas de cansaço, falta de força, de disposição e até mesmo a dificuldade de recuperação entre um treino e outro. E é aí que muitas vezes as pessoas começam a apelar para substâncias ergogênicas (que ‘prometem’ melhorar a performance nos treinos).  

As substâncias ergogênicas podem ser de origem farmacológica, e, quando usadas sem orientação de um profissional qualificado, podem colocar a saúde em risco; e podem ser naturais, oriundas de alimentos, muitas com ação mais eficaz que as farmacológicas, sem risco para a saúde do indivíduo.

Uma dessas substâncias, o nitrato, está largamente presente na beterraba e pode melhorar muito o rendimento no treino. 

O nitrato é metabolizado no organismo, convertido em nitrito e posteriormente em óxido nítrico. O óxido nítrico provoca vasodilatação e consequentemente aumenta o fluxo sanguíneo e diminui a pressão arterial. A vasodilatação melhora o fluxo sanguíneo no organismo todo e provoca menos estresse principalmente ao músculo cardíaco durante os exercícios, o que faz com que o treino dure mais. 

Com a vasodilatação, os músculos treinados recebem maior oferta de nutrientes e oxigênio, contribuindo para o crescimento muscular. 

Também contém o pigmento betaína,  composto bioativo com função antioxidante que reduz a fadiga muscular e aumenta a força. 

Estudos mostram que o consumo de suco de beterraba melhora o rendimento em exercícios de endurance (provas e treinos mais longos, como ciclismo, maratona, triátlon, por exemplo), e em exercícios de força.

A dose recomendada é de 500 ml de suco de beterraba (ou sugere-se consumir 200 g de beterraba crua). O pico de ação começa entre uma e duas horas após a ingestão.  Porém, beber 500 ml de suco de beterraba pode não ser bem tolerado por alguns indivíduos, já que é um vegetal com gosto forte. Por ser rica em fibras é preciso testar se não haverá algum desconforto intestinal. Já existem no mercado suplementos à base de beterraba em cápsulas e em pó, mas nada substitui o vegetal in natura. 

Vale citar que o uso regular da beterraba na alimentação diária proporciona muitos benefícios à saúde. É um vegetal rico em vitaminas do complexo B, tem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Muito usada no tratamento de anemias, não pelo teor de ferro, mas sim pelo alto teor de vitamina C, que ajuda na absorção do ferro de alimentos de origem vegetal.

Mesmo para quem não é adepto da academia, mas não perde a chance de mexer o esqueleto, é uma boa aliada para aumentar a disposição no dia a dia.

 



Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2020. Todos os direitos reservados